No Banner to display

Instituto quer usar tecnologia da Informação para diminuir acidentes de trânsito no País

Os acidentes de trânsito deixaram 1,6 milhões de brasileiros feridos nos últimos dez anos e apesar do número de mortes ter reduzido 27,4% nas capitais, segundo levantamento do Ministério da Saúde, o Brasil ainda ocupa o vergonhoso quinto lugar entre os países recordistas em vítimas fatais, com cerca de 37 mil óbitos a cada ano e custos de 52 bilhões de reais anuais ao governo.

Mais de 60% dos leitos hospitalares do Sistema Único de Saúde (SUS) no país são ocupados por vítimas de acidente de trânsito. Diante disso, é fundamental analisar os dados e refletir profundamente sobre quais ações devem ser desenvolvidas para minimizar esses números em busca de um trânsito mais seguro.

É o que propõe o Instituto Via, entidade criada para ampliar o debate em todo país sobre Segurança, Saúde e Educação no Trânsito, tendo como fio condutor o uso da tecnologia da informação. A missão principal do Instituto é transformar a tecnologia da informação em fator de preservação da vida, utilizando a transformação digital como instrumento eficaz nesse processo.

As atividades do Instituto Via têm em vista a diminuição de vítimas fatais e não fatais em acidentes, com foco também nas áreas de educação e saúde.

“Nosso objetivo é na melhoria da segurança dos veículos e na qualidade da formação de condutores, aprimorando as estatísticas para planejamento de atividades, pesquisas e ações”, explica o presidente do Instituto Via, João Eduardo Moraes de Melo, um dos especialistas mno assunto no país, com atuações na Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), representante do Ministerio das Cidades no Conselho Nacional de Trânsito (Contran), Coordenador da Camara Temática de Assuntos Veiculares do Contran (CTAV) e Comissão de Educação de Trânsito da OAB.

Ainda segundo João Eduardo, “é necessário elaborar também meios para a diminuição da ocupação de leitos hospitalares”. Os dados afirmam que, entre 2009 e 2018, houve um aumento de 33% na quantidade de internações nos hospitais por acidentes nas ruas e estradas.

Por ter a tecnologia como fator preponderante para o desenvolvimento de suas ações, o Instituto Via escolheu o Porto Digital de Pernambuco, na cidade do Recife – um dos maiores polos tecnológicos do país –, para ser a sua sede.

O Instituto Via busca programas sociais especialmente voltados às crianças e adolescente na base da formação cultural para realização de campanhas e formações voltadas à conscientização da preservação da vida e da saúde nos seus diversos aspectos.

Diário da Paraiba com Agência Brasil

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário