No Banner to display

Zuckerberg cita exclusão de post de Bolsonaro como exemplo de que Facebook age contra informações falsas

Rede social removeu publicação do presidente brasileiro por violação das regras. Zuckerberg disse que todo o conteúdo que cause “dano imediato” será apagado.

Mark Zuckerberg disse nesta quinta-feira (21) que o Facebook está removendo informações falsas sobre o coronavírus e deu o exemplo sobre a exclusão de publicação do presidente brasileiro Jair Bolsonaro.

O Facebook retirou uma alegação do presidente brasileiro Jair Bolsonaro de que os cientistas “mostraram” que havia uma cura para o coronavírus.

“Isso obviamente não é verdade e é por isso que a removemos. Não importa quem diga isso”, disse Zuckerberg, em entrevista à rádio pública britânica BBC.

O Facebook removerá da plataforma todo o conteúdo que cause “dano imediato” a qualquer usuário, acrescentou Zuckerberg.

No final de março, Facebook e Instagram removeram vídeo publicado por Bolsonaro por violação das regras das redes sociais.

Eleições nos EUA

O CEO e fundador da rede social também reconheceu que estava “atrasado” na luta contra a desinformação durante a última campanha eleitoral nos Estados Unidos.

Prevenir a interferência eleitoral representa uma “corrida armamentista” contra países como Rússia, Irã ou China, disse.

“Os países continuarão tentando interferir e veremos problemas como esse, mas aprendemos muito desde 2016 e tenho certeza de que podemos proteger a integridade das próximas eleições”.

 

Diário da Paraíba com G1

Compartilhe:

No Banner to display