Bira, famoso baixista do Sexteto do Jô Soares, morre aos 85 anos

Ubirajara Penacho dos Reis, o Bira, baixista conhecido por seu trabalho no Sexteto do Jô, no ‘Programa do Jô’, morreu na manhã deste domingo (22). Ele tinha 85 anos. Bira morreu em decorrência de uma parada cardíaca. Dias antes, o músico havia sido internado no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC).

O baixista era conhecido, especialmente, por ter integrado o Sexteto do Jô. Ele acompanhou o apresentador Jô Soares na televisão por 29 anos, não só em seu longevo programa na TV Globo, mas, também, na passagem pelo SBT.

Muitos telespectadores tinham carinho por Bira não só pelo aspecto musical, mas pela interação que sempre tinha com o público. Sua risada era bastante característica e tornou-se conhecida com o passar dos anos.

Baiano nascido em 1934, Bira, curiosamente, iniciou sua carreira na música como cantor, após abandonar a ideia de ser médico ao acompanhar uma autópsia. O artista se apresentava como vocalista de bandas de jazz e bossa nova nas décadas de 1950 e 1960, no entanto, com o tempo, interessou-se pelo baixo.

Entre o fim da década de 1960 e início dos anos de 1970, Bira mudou-se para São Paulo e passou a integrar a Banda do Chacrinha. Depois de um tempo, seguiu para o programa de Sílvio Santos e, por consequência, o de Jô Soares, com quem ficou por tantos anos. Ele também mantinha projetos paralelos, como sua banda solo, o Bira Bossa Jazz.

Diário da Paraíba

Contato com a Redação: empauta2010@gmail.com