No Banner to display

Centauro compra Nike no Brasil e ações disparam

Por 900 milhões, sujeitos a ajuste, a Centauro se torna distribuidora exclusiva da marca.

O grupo SBF, controlador da Centauro (CNTO3) anuncia o início de uma parceria estratégica com a marca de artigos esportivos Nike, tornando-se distribuidora exclusiva de seus produtos no Brasil pelo período inicial de dez anos.

As ações da varejista saltaram 14,69% no pregão. O Ibovespa caiu 0,72%.

Com o pagamento de R$ 900 milhões, sujeitos a ajuste, a Centauro se compromete a adquirir a totalidade de quotas representativas do capital social da Nike do Brasil, o que exclui direitos sobre propriedade intelectual, mas inclui capital de giro, estoque e “determinados ativos fiscais”, de acordo com comunicado ao mercado, tornando-se assim distribuidora exclusiva da marca.

A Nike do Brasil teve receita operacional líquida de aproximadamente R$ 2 bilhões no exercício encerrado em 31 de maio de 2019. A transação de R$ 900 milhões será financiada, em parte, por financiamento contratado pelo Santander, Itaú e Bradesco. Outra parcela será paga pelo próprio SBF.

Pelo acordo, a Centauro poderá se tornar a operadora direta e exclusiva do canal de vendas eletrônico nike.com.br por 10 anos e, por cinco anos renováveis, poderá abrir lojas físicas monobrand. Atualmente, há 24 lojas Nike Factory espalhadas pelo país.

O acordo ainda está sujeito à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a condições de fechamento dos ativos a serem adquiridos.

Para a marca americana, trata-se de parte da estratégia de expansão na América Latina. No Chile e Uruguai, um acordo similar foi celebrado com o Grupo Axo.

“A Nike detém negócios de distribuição bem sucedidos ao redor do mundo e expandir o modelo para o resto da América do Sul ajudará a gerar crescimento sustentável e lucrativo”, disse o presidente da Nike Elliott Hill.

 

Diário da Paraíba com G1

Compartilhe:

No Banner to display