Comissão da Assembleia Legislativa vai inspecionar escolas da capital e do interior paraibano

A Comissão de Educação, Cultura e Desportos da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) se reuniu, na manhã desta quarta-feira (30), e apreciou 19 matérias, das quais 12 projetos de lei foram aprovados e um veto do Poder Executivo foi rejeitado. A apreciação de seis projetos de lei foi adiada por pedidos de vistas dos membros da comissão.

A presidente da Comissão, deputada Estela Bezerra (PSB), fez um relato das visitas técnicas realizadas em escolas de Patos, por ocasião da sessão itinerante realizada na semana passa naquele município, e anunciou que a comissão vai encaminhar à Secretaria Estadual de Educação um relatório e uma síntese da demanda dessas unidades de ensino.

Estela propôs e obteve a aprovação da comissão no sentido de que essas visitas técnicas sejam realizadas em todos os municípios onde forem realizadas sessões itinerantes, e, extraordinariamente em João Pessoa, em escolas públicas e privadas.

Ficou decidido que os três primeiros educandários a serem visitados na capital serão a Escola da FAC, que abriga alunos da Comunidade do Timbó, o Colégio Estadual Sesquicentenário, e o Colégio GEO Tambaú, da rede privada, que estiveram envolvidos em polêmicas recentes na mídia do estado.

Entre as matérias aprovadas nesta quarta-feira, destaca-se o projeto de lei de autoria do deputado Ricardo Barbosa (PSB), que obriga as unidades escolares privadas, inclusive as creches, a disponibilizarem – dentro da demanda necessária – mobiliário adaptado para pessoas portadoras de deficiência e obesas. A Comissão também aprovou projeto de lei do deputado Eduardo Carneiro (PRTB), que institui o ‘Prêmio Escola Amiga da Natureza’.

Diário da Paraíba com Agência-ALPB

Contato com a Redação: empauta2010@gmail.com

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário