Congresso ignora Bolsonaro e vota renda mínima para proteger atingidos pelo coronavírus

Contrariando a proposta do governo federal, o Congresso tem tomado a frente na discussão da renda mínima para proteger a camada mais fragilizada da sociedade durante a pandemia de coronavírus. Os deputados votam o projeto na tarde desta quinta-feira 26 em sessão virtual (assista abaixo).

A proposta do governo de Jair Bolsonaro é de R$ 200, considerada insuficiente pelos deputados. Segundo o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), os deputados estão discutindo uma proposta de renda mínima de R$ 500.

Leia mais na reportagem da Agência Câmara e assista à sessão:

Deputados devem aprovar renda mínima de R$ 500, diz Rodrigo Maia

Por Luiz Gustavo Xavier – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o projeto que garante recursos para brasileiros em situação de vulnerabilidade social, como os trabalhadores informais, tem objetivo de dar previsibilidade para as famílias que mais serão impactadas com a crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus.

Segundo Maia, os deputados estão discutindo uma proposta de renda mínima de R$ 500, maior do que o desejado pelo governo, que propôs R$ 200. Os parlamentares devem apreciar esse texto na sessão desta quinta-feira (26) e aproveitar um projeto que já tem a urgência aprovada para alterar o mérito do texto em Plenário para incluir essa proposta de renda mínima

Diário da Paraíba com Brasil247

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário