Estados Unidos dizem não a Bolsonaro e não apoia Brasil para OCDE

O Bloomberg News informa, nesta quinta-feira (10), que o governo dos Eestados Unidos se recusou a endossar a tentativa do Brasil de ingressar na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), marcando uma reversão após meses de apoio público das principais autoridades.

O secretário de Estado, Michael Pompeo, rejeitou pedido para discutir mais ampliações do clube dos países mais ricos, de acordo com uma cópia de uma carta enviada ao secretário-geral da OCDE, Angel Gurria, em 28 de agosto. Ele acrescentou que Washington apoiou apenas as ofertas de membros da Argentina e da Romênia.

“Os Estados Unidos continuam a preferir o alargamento a um ritmo medido que leva em consideração a necessidade de pressionar pelo planejamento de governança e sucessão”, afirmou a carta.

A mensagem contradiz a posição pública dos norte-americanos sobre o assunto. Em março, o presidente Donald Trump disse em entrevista coletiva conjunta com o presidente brasileiro Jair Bolsonaro (PSL) na Casa Branca, que apoiou o Brasil na adesão ao grupo de 36 membros. Em julho, o secretário de Comércio norte-americano, Wilbur Ross, reiterou o apoio de Washington ao Brasil durante uma visita a São Paulo.

Diário da Paraíba com Revista Forum

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário