Homem é preso com mil frascos de veneno proibido pela Vigilância Sanitária, na PB

Um homem foi preso na noite dessa terça-feira (14), transportando mil fracos de produtos venenosos ilegais que seriam utilizados para extermínio de pragas em uma plantação de abacaxi no interior de Pernambuco. Ele foi preso em Mamanguape, na Paraíba, durante abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os policiais abordaram o veículo e encontraram a mercadoria transportada de forma ilegal, sem regulamentação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Foi verificado que alguns frascos possuíam rótulos impressos ilegíveis e havia vazamento do produto venenoso no interior do automóvel.

De acordo com a PRF, o passageiro do veículo, um homem de 67 anos, se identificou como proprietário da mercadoria. Informou que utilizaria a substância venenosa para extermínio de pragas na sua plantação de abacaxi, no interior de Pernambuco. Ele disse ainda que adquiriu os produtos no município de Natal, no Rio Grande do Norte, mas não apresentou qualquer documento de identificação fiscal ou da origem da mercadoria.

Os policiais também encontraram dentro do veículo a quantia de R$ 10 mil. Segundo ele, seria utilizada para a compra de mais frascos do veneno. Contudo, o fornecedor não teria em estoque toda a mercadoria. O homem foi detido, encaminhado à Polícia Civil de Mamanguape e deve responder por crime contra a saúde pública.

Ascom/PRF


No Banner to display