Jornalista paraibano morre após 30 dias internado em UTI de Recife

O jornalista paraibano William Monteiro de Lima morreu na tarde dessa sexta-feira (22). Ele estava internado na UTI do Hospital Real Português, em Recife (PE), com leucemia aguda em fase de metástase. A doença tinha sido descoberta há menos de 30 dias. No decorrer desta semana, William sofreu sangramento pulmonar e teve de ser entubado.

O profissional era o secretário particular do ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) desde 1985, além de ex-presidente da Associação Campinense de Imprensa (ACI). William Monteiro atuou em várias redações de veículos de comunicação da Paraíba, tendo iniciado a carreira profissional no Diário da Borborema, em Campina Grande.

Na década de 1970, substituiu o jornalista Marcos Marinho na Secretaria Executiva da Bolsa de Mercadorias da Paraíba e mais tarde veio a coordenar a assessoria de imprensa do então superintendente da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), Cássio Cunha Lima, com quem passou a trabalhar desde então.

Nessa sexta-feira, a Associação Campinense de Imprensa divulgou uma nota destacando o legado do jornalista que foi sócio fundador da entidade. A família do jornalista ainda iria divulgar a data, local e horários do velório e do sepultamento.

Diário da Paraíba com Polêmica Paraíba

Contato com a Redação: empauta2010@gmail.com

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário