Justiça da Paraíba movimenta mais de 2,3 mil processos de violência doméstica em uma semana

A 15ª edição da ‘Semana da Justiça Pela Paz em Casa’, iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realizada em todo o país no período de 25 a 29 de novembro, teve na Paraíba um total de 2.318 processos movimentados envolvendo a violência doméstica e familiar contra a mulher.

Nesta última etapa de 2019, 42 unidades do Poder Judiciário estadual aderiram à ‘Semana’, além de órgãos como a Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, OAB-PB, Ministério Público da Paraíba (MPPB), Patrulha Maria da Penha, entre outros.

De acordo com os dados da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJPB, foram realizadas, no período, 487 audiências, além de seis júris de feminicídio. Conforme o balanço desta edição do evento, 526 sentenças foram proferidas durante o esforço concentrado e 83 medidas protetivas foram concedidas às vítimas de violência doméstica. Ainda foram contabilizados 1.154 despachos emitidos e 378 decisões prolatadas na semana.

A coordenadora Graziela Queiroga Gadelha de Sousa informou que, comparando as etapas da ‘Semana da Justiça Pela Paz em Casa’ realizadas em 2018 e 2019, a deste ano teve um aumento de mais de mil processos movimentados. Enquanto em 2018 foram movimentados 6.104 processos envolvendo a violência doméstica e familiar contra a mulher, em 2019 os números alcançaram o patamar de 7.152.

“A ‘Semana Pela Paz em Casa’ que ocorre em novembro tem sua singularidade em comparação com a etapa de agosto, pois estamos no final do ano e os juízes e servidores têm muitas metas a serem cumpridas. É, também, o mês nacional do júri. Mas, diante dos resultados positivos que alcançamos, podemos constatar o compromisso dos nossos magistrados e servidores com o tema da violência doméstica”, destacou a juíza Graziela Queiroga.

Ainda de acordo com a magistrada, após o recesso do Judiciário, será realizada uma reunião de avaliação das três edições do evento ocorridas neste ano, da qual participarão a Coordenadoria, o desembargador João Benedito, que coordena as metas do CNJ no âmbito do Judiciário paraibano, o juiz auxiliar da Presidência, Meales Melo, e a gerente de Projetos do TJPB, Caroline Leal. “Vamos avaliar para fazer possíveis ajustes e começar a pensar nas edições do próximo ano”, frisou a juíza Graziela Queiroga.

A ‘Semana da Justiça Pela Paz em Casa’ é um projeto do CNJ realizado em parceria com os Tribunais de Justiça em todo o país e tem o objetivo de julgar o maior número possível de processos relacionados à violência doméstica e familiar contra a mulher. Foi criado em 2015 com a proposta de tornar mais célere a prestação jurisdicional por meio de esforços concentrados.

Diário da Paraíba com Gecom-TJPB

Contato com a Redação: empauta2010@gmail.com