Lula consegue absolvição e juiz aponta “tentativa de criminalizar a atividade política”

Cristiano Zanin, advogado de Lula (PT), postou, nesta quarta-feira (4), em seu Twitter, a notícia da absolvição do ex-presidente no caso do “Quadrilhão do PT”.

Zanin disse: “Perante um juiz imparcial, conseguimos hoje a absolvição sumária de @LulaOficial. O magistrado de Brasília indicou a ‘tentativa de criminalizar a atividade política’ pela descabida acusação que ficou conhecida como ‘quadrilhão’ – que faz parte do Lawfare contra @LulaOficial”.

A decisão foi assinada pelo juiz Marcus Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara do Distrito Federal. O caso do chamado “Quadrilhão do PT” foi aquele no qual o procurador Deltan Dallagnol usou seu famoso “Power Point” para tentar criminalizar o ex-presidente e outros integrantes do partido. A decisão do magistrado representa outra derrota para o chefe da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

A acusação é de 2017 e foi oferecida ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot. A denúncia era contra Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), além dos ex-ministros, Antônio Palocci e Guido Mantega, e do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, por suposta organização criminosa em esquemas que envolvia Petrobras, BNDES e outros setores da administração pública. Todos foram absolvidos nesta quarta-feira (4).

A denúncia foi enviada ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, e ao Distrito Federal. Chegou a ser endossada pela Procuradoria e recebida pelo juiz federal Vallisney de Oliveira, que abriu ação penal.

Diário da Paraíba com Revista Fórum

Contato com a Redação: empauta2010@gmail.com

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário