No Banner to display

Ministra Maria Thereza nega pedido de habeas corpus de Waldson de Souza no STJ

A vice-presidente do STJ, ministra Maria Thereza de Assis Moura, negou o pedido de habeas corpus de Waldson de Souza. O julgamento foi divulgado no sistema do Superior Tribunal de Justiça, na tarde desta quinta-feira (26).

A defesa do ex-secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão da Paraíba, Waldson Souza, preso durante a sétima fase da Operação Calvário, apresentou nessa quarta-feira (25) um novo pedido de habeas corpus ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), depois de ter desistido do primeiro pedido no último domingo (22).

Os autos do novo pedido foram encaminhados para a ministra Laurita Vaz, da sexta turma da Corte, e em seguida remetidos para à ministra Maria Thereza de Assis Moura.

Waldson Souza está preso preventivamente na Penitenciária Média de Mangabeira, Hitler Cantalice, em João Pessoa. Segundo a delação do empresário Daniel Gomes da Silva, Waldson Souza recebeu propinas pagas pela Cruz Vermelha Brasileira, organização social que administrava o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

A defesa do ex-secretário não explicou o motivo da desistência do primeiro habeas corpus, afirmando apenas que não tinha autorização para falar sobre o assunto.

Diário da Paraíba com ClickPB


No Banner to display