No Banner to display

Na Espanha, Tribunal Supremo aumenta penas de prisão permanente revisáveis de François Patrick por morte de família paraibana em Pioz

A Câmara II do Tribunal Supremo, na Espanha, condenou François Patrick Nogueira, preso pela morte da família paraibana em Pioz, Guadalajara, em agosto de 2016, a três penas de prisão perpétua e um quarto a 25 anos de prisão pelo assassinato da família paraibana na cidade de Pioz, Guadalajara, em agosto de 2016. O ClickPB teve acesso a decisão. Confira abaixo:

Confira aqui a decisão.

A decisão considera o recurso do Ministério Público em relação a condenação dos assassinatos de crianças e eleva a sentença de 25 anos de prisão para cada uma delas, estabelecida pelo Tribunal Superior de Justicia de Castilla-La Mancha.

Relembre o caso

François Patrick Nogueira foi condenado por matar o tio, Marcos Campos Nogueira, a tia Janaína Américo e os dois primos (um menino de 18 meses e uma menina de 3 anos e 10 meses de idade) entre os dias 17 e 18 de agosto de 2016, na residência onde a família vivia, em Pioz, na Espanha. O crime só foi descoberto apenas um mês depois, em 18 de setembro.

Em outubro, François Patrick Nogueira se entregou às autoridades espanholas.

Ele confessou os crimes e foi a julgamento no dia 24 do mesmo mês. Ele chegou a pedir perdão a sua família e a família de Janaína e disse que gostaria de ter evitado os assassinatos. Na ocasião, declarou que “sabia o que queria fazer, mas não como devia acontecer. Tinha a ideia fixa de que faria isso”.

Em novembro, a juíza Maria Elena Mayor Rodrigo condenou François Patrick Nogueira à pena de prisão perpétua revisável, após ter sido considerado culpado em júri popular, realizado em 3 de novembro.

Diário da Paraíba com Clickpb

Compartilhe:

No Banner to display