TRAUMA: Secretário de Saúde emite nota sobre paralisação do médicos

Neste sábado (28), o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, se manifestou por meio de nota,  que lamenta “a inexistência de diálogo e intransigência da cooperativa de neurocirurgia, cirurgia torácica e cirurgia vascular”. Ele cita que a paralisação das atividades anunciada por representantes dos médicos causa sérios prejuízos à população.

A paralização aconteceu após o Governo do Estado anunciar o novo regime de contratação para atuação no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL).

Confira a nota na íntegra:

“À sociedade paraibana: a Secretaria estadual de Saúde lamenta profundamente a inexistência de diálogo e intransigência da cooperativa de neurocirurgia, cirurgia torácica e cirurgia vascular em relação à manutenção dos serviços prestados à população que recorre ao Hospital de Trauma Humberto Lucena de João Pessoa culminando com uma decisão precipitada de paralisação abrupta das atividades comunicada apenas 10 h antes de abandonar a população de João pessoa e gerar desassistência com risco iminente de morte de inocentes.

Ressaltamos que a secretaria sempre se mostrou disposta ao diálogo e após uma exaustiva reunião de duração de duas horas prevaleceu mais uma vez a intransigência de alguns membros da cooperativa. A secretaria se comprometeu a remunerar o mesmo valor contratado pela gestão da os-890.000,00/ mês, numerário que poucos profissionais do país recebem.”

Diário da Paraíba


No Banner to display