Veado “se finge” de morto e mata caçador a chifradas

Um caçador em Arkansas, nos Estados Unidos, morreu depois que o veado que ele acreditava ter matado se levantou e o atacou. Segundo o portal norte-americano BuzzFeed News, Thomas Alexander, de 66 anos, saiu para caçar em uma floresta perto de sua casa na terça-feira (22). Ele atirou em um veado e, quando se aproximou do animal para confirmar o abate, o veado se levantou e o atacou.

Alexander conseguiu ligar para a mulher depois do ataque e equipes de emergência chegaram ao local em que ele estava caído na floresta. A equipe de resgate conseguiu encontrá-lo, mas ele não sobreviveu aos ferimentos e foi declarado morto ao chegar no hospital.

A causa da morte ainda não foi esclarecida, mas a reportagem destaca que o hospital encontrou uma série de feridas, causadas provavelmente pelos chifres do veado.

Para caçar no Arkansas, é necessário cumprir um curso obrigatório de educação sobre caçadas e passar em uma prova para conseguir a licença. No curso, os caçadores aprendem que precisam esperar pelo menos 30 minutos antes de se aproximar de um veado caído.

A morte do idoso é a primeira registrada durante esta temporada de caça no Arkansas. No ano passado, outros três caçadores morreram, sendo que um atirou em si mesmo por acidente, outro foi confundido com um veado e baleado e o último foi vítima de ferimentos fatais causados por um veado.

O veado em que Alexander atirou ainda não foi encontrado.

Diário da Paraíba com Portal R7

Contato com a Redação:

empauta2010@gmail.com

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário