Centro Integrado Multiusuário de Referência em Saúde é inaugurado em Campina Grande

O governador da Paraíba, João Azevêdo (sem partido), inaugurou nesta quarta-feira (4) no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, o Centro Integrado Multiusuário de Referência em Saúde da Paraíba. O investimento de R$ 2 milhões é destinado à impressão 3D e ao processamento de imagens médico-odontológicas de ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, mamografia e raios-X e a impressão tridimensional de biomodelos para planejamento cirúrgico na área de cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial, ortopedia, cirurgia torácica e neurocirurgia.

Azevêdo ressaltou o esforço do governo para assegurar eficiência no atendimento à população. “Nós trabalhamos para que o povo da Paraíba tenha, cada vez mais, serviços qualificados. Essa parceria entre a Fapesq, a UEPB e o Hospital de Trauma é fundamental para oferecer o que há de mais moderno às pessoas e é isso que faz com que o estado cresça ainda mais. Esse laboratório trará segurança médica e criará novas perspectivas para quem precisar de uma intervenção mais séria. Além disso, nós já autorizamos os primeiros passos para adquirir uma impressora de titânio tão logo saia a sua regulamentação no Brasil, o que representa o compromisso com o povo”, frisou.

Ele também elencou os avanços na saúde do estado este ano. “Nós lançamos o programa Opera Paraíba, que oferece dignidade às pessoas e acaba com o fim das filas de espera por cirurgias eletivas e aumentamos o número de transplantes, porque todos têm direito a tratamento de melhor qualidade, pois a população merece ser respeitada”, acrescentou.

O secretário da Saúde, Geraldo Medeiros, afirmou que o laboratório representa um momento histórico para a Paraíba e irá alavancar o atendimento do Hospital de Trauma de Campina Grande. “Por meio de um software, teremos impressas imagens tridimensionais, fazendo com que as cirurgias tenham um tempo mais curto, um exemplo é que procedimentos com seis horas de duração serão realizadas em uma hora e meia, reduzindo as complicações e melhorando os resultados estéticos. Esse laboratório já chama a atenção, a exemplo da USP, que nos convidou a realizar esse trabalho de cirurgia torácica com 30 pacientes selecionados com fraturas múltiplas na costela e essa ação diminuirá o tempo de internação e salvará vidas”, declarou.

A unidade ficará sob a responsabilidade do Núcleo de Tecnologias Estratégicas em Saúde (Nutes) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). O Centro Integrado foi aprovado em edital da Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (Fapesq) para a implantação do Centro Estadual de Infraestrutura Científica e Tecnológica de Caráter Multiusuário (CEICTM).

Diário da Paraíba com Secom-PB

Contato com a Redação: empauta2010@gmail.com

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário