No Banner to display

Íntegra da entrevista do ex-presidente Lula à Fórum: preparando-se para a volta

A confirmação da entrevista com Lula (PT) se deu na sexta-feira (13). Uma coincidência que me acompanha. Dou muita sorte nessas datas. Seria no dia 18, quarta-feira, me disse o assessor de imprensa do presidente, José Crispiniano, revela o jornalista Renato Rovai. Fórum teria uma hora e o Opera Mundi a outra.

As entrevistas de Lula têm duas horas regulamentares. Que são cronometradas. Ele entra às 9h30 na sala separada para a gravação e às 11h30 o chefe da custódia da Polícia Federal em Curitiba, Jorge Chastallo Filho, avisa que o tempo acabou.

Quem for assistir a entrevista na integra no Youtube, verá que no final há uma sombra ao fundo de Lula. A sombra é Chastallo, que se aproximou porque Lula ultrapassou o tempo que lhe é concedido por determinação judicial para falar. Lula falaria muito mais, muito mais.

Chastallo foi o policial que deu a Lula a notícia da morte do seu neto Arthur. É também quem controla as escalas dos policiais que cuidam diretamente da segurança do presidente. São oito, me disse. Que se revezam em turnos de dois.

Ficam três meses trabalhando com Lula e depois são substituídos por outros. Advogados e amigos do presidente garantem que os três meses são suficientes para que todos mudem de impressão em relação ao custodiado. Um amigo policial federal de Minas Gerais confirma a informação. Ele é amigo de um dos que foram trabalhar nesta missão. Foi odiando Lula, voltou lulista.

Leia a entrevista na íntegra aqui.

Diário da Paraíba

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário