Morre Wanderley Guilherme dos Santos, um dos maiores intelectuais brasileiros

Morreu na madrugada deste sábado (26) o professor aposentado da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Wanderley Guilherme dos Santos, um dos mais renomados cientistas políticos da atualidade. Wanderley tinha 84 anos e faleceu de pneumonia. Estava internado desde quinta-feira (24) em um hospital no Rio de Janeiro.

Wanderley tinha acabado de escrever um livro em que explica a eleição do presidente Jair Bolsonaro (PSL). A obra deve ser publicada em breve pela Topbooks.

O intelectual também é autor das grandes obras ‘Sessenta e quatro: anatomia da crise’ e ‘Cidadania e justiça: a política social na ordem brasileira’. Aos 29 anos, Wanderley ficou conhecido pelo texto ‘Quem vai dar o golpe no Brasil’, que prenunciou o golpe de estado e a possível derrubada do presidente João Goulart em 1964, tornando-se referência bibliográfica nos meios acadêmicos.

Nas redes sociais, diversas personalidades do meio político, acadêmico e da imprensa prestaram homenagem ao cientista político. A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) escreveu que Wanderley possui “vida e obra política teórica com importante significado para o nosso país, sobretudo hoje”.

O cientista político Jairo Nicolau também fez menção ao intelectual, que foi seu professor na UFRJ. “Wanderley (ninguém o chamava por seu sobrenome) foi o maior cientista político do Brasil e um intelectual público como poucos”, disse. Pablo Nunes, membro do conselho técnico da plataforma Fogo Cruzado, também prestou homenagem a seu professor. “Era sem dúvida um dos maiores nomes da área”, comentou.

Diário da Paraíba com Revista Forum

Contato com a Redação:

empauta2010@gmail.com

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário