No Banner to display

Rendeiras do Cariri participam de oficinas com estilista Ronaldo Fraga

Artesãs do Programa do Artesanato da Paraíba (PAP) que trabalham com a renda renascença começaram nesta segunda-feira (4), em Monteiro, no Cariri paraibano, a participar de uma série de oficinas ministradas até sexta-feira (8) por Ronaldo Fraga, considerado um dos maiores estilistas do país. As oficinas fazem parte de um conjunto de ações do governo do estado para ampliar a comercialização da renda renascença, símbolo da Região do Cariri.

Ronaldo Fraga, além de marca própria, tem renome internacional por trabalhar a aculturação de design e desenvolver projetos de geração de renda. As oficinas ministradas pelo estilista para as rendeiras caririzeiras são inspiradas na obra do artista plástico Flávio Tavares, paraibano reconhecido internacionalmente.

A gestora do PAP, Marielza Rodriguez, destacou a importância das oficinas para a capacitação das artesãs. “Todos nós que fazemos o artesanato paraibano esperamos que esse momento, que faz parte de uma série de ações do governador João Azevêdo (PSB) para fortalecer ainda mais o Programa do Artesanato da Paraíba, seja muito bem aproveitado. Isso proporcionará geração de renda, além de fortalecer a cultura paraibana”, afirmou.

A curadora do PAP, Janete Rodriguez, ressaltou que a vinda de Ronaldo Fraga à Paraíba para ministrar as oficinas com base na obra do artista plástico Flávio Tavares representa o bom momento vivido pelo artesanato paraibano. “Nós temos um encontro inédito de dois nomes fantásticos: Ronaldo Fraga e Flávio Tavares. Além disso, temos um governador apaixonado pelo artesanato e uma gestão que tem retomado muita coisa que estava adormecida”, comentou.

Já o estilista Ronaldo Fraga falou da expectativa para as oficinas. “Acredito que o papel do designer brasileiro deveria ser o de ponte entre brasis tão distintos e tão diferentes. Vamos fazer um produto de excelência, que vai gerar renda e, ao mesmo tempo, algo que ninguém tira delas: a autoestima”, disse.

Ronaldo destacou, ainda, a satisfação em trabalhar com a obra de Flávio Tavares. “Vamos trabalhar com um artista que, no seu legado, na sua trajetória, ilustra como ninguém a mágica da cultura paraibana”, ressaltou.

Por sua vez, Flávio Tavares disse que ter sua obra como fonte de inspiração para novos designs da renda renascença é um dos maiores momentos que já viveu. “Eu recebo esse momento como um grande presente que coroa a minha visão de artista do que tenho feito. Fico envaidecido por um designer como Ronaldo Fraga usar o meu desenho na renda renascença. É uma altivez para as artes plásticas da Paraíba”, destacou.

Capacitação e expectativa

Ampliar a comercialização da renda renascença é o principal objetivo das oficinas ministradas por Ronaldo Fraga até sexta-feira. Participam rendeiras de municípios como Monteiro, Zabelê, Prata e São Sebastião do Umbuzeiro.

Joelma Paulino é do município de Prata. A artesã trabalha há mais de 20 anos com a renda renascença. “Acredito que depois dessas oficinas vamos ter condições de melhorar ainda mais o nosso trabalho, que já tem sido reconhecido”, disse.

A rendeira Maria Aparecida de Sousa também destacou a importância das oficinas. “Acho que a união da capacitação com a tradição da renda renascença vai resultar em algo muito atraente, e vai melhorar as vendas, como já ocorreu em outras oportunidades”, finalizou.

As oficinas são realizadas por meio de parceria do governo paraibano com os municípios e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Diário da Paraíba com Secom-PB

Contato com a Redação: empauta2010@gmail.com

Compartilhe:

No Banner to display


Deixe o seu comentário